quarta-feira, 6 de abril de 2016

Soro antiveneno de abelhas da Unesp é aprovado para testes em humanos

Com objetivo de esclarecer a população sobre os procedimentos, pesquisadores promoverão um encontro no dia 8 de abril que terá transmissão on-line
  • Foto: Unesp / Unesp
    Medicamento é recebido por via intravenosa
    Medicamento é recebido por via intravenosa
Mais um importante passo da ciência. O soro antiveneno que pode aumentar as chances de sobrevivência de um ataque de abelhas, desenvolvido pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), recebeu autorização para teste em humanos.
O produto foi desenvolvido por pesquisadores do Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap) da Unesp de Botucatu em parceria com o Instituto Vital Brazil, de Niterói, Rio de Janeiro.

A autorização dos testes partiu da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), com apoio do Departamento de Ciência e Tecnologia (DECIT) do Ministério da Saúde.

Como age no organismoO medicamento é recebido por via intravenosa, cerca de 20 mililitros (ml) trazem ao corpo uma quantidade de anticorpos capaz de neutralizar 90% dos problemas causados pelas picadas de abelhas africanizadas, as mais comuns no Brasil. 

Quando um adulto é picado por mais de 200 insetos, o corpo recebe uma quantidade de veneno suficiente para causar lesões nos rins, fígado e coração, debilitando esses órgãos.

Seleção de pacientes 
Com objetivo de esclarecer a população sobre os procedimentos que serão adotados para seleção de pacientes, os pesquisadores promoverão um encontro no dia 8 de abril, a partir das 10 horas, em São Paulo, na sede da instituição. O evento terá transmissão ao vivo. Faça seu cadastro neste link.

Como serão as fases dos testes
Na primeira fase 20 pacientes passarão pelos testes. “Nós possuímos um protocolo de atendimento com rígidos critérios de inclusão e exclusão. Os médicos participantes do projeto serão responsáveis por definir qual paciente tem a indicação de soroterapia específica e dose necessária”, explica o pesquisador e coordenador do Cevap, Rui Seabra Ferreira Jr. 

Após a escolha dos pacientes e aplicação do soro, os pesquisadores passarão para o teste de fase III, com mais de 300 pacientes. A previsão é que ainda no mês de abril o soro seja aplicado nos primeiros voluntários.

SERVIÇO
Encontro para esclarecimento do 
soro antiveneno de abelhas
Data: 08/04/2016
Horário: 10 horas
Local: Unesp (Universidade Estadual Paulista) – Rua Quirino de Andrade, 215 - República
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia2.php?id=245242




Nenhum comentário:

Postar um comentário